Conteúdo Menu conteúdo do menu
conteúdo principal
18/12/2019

Sec. de Saúde

Estrutura e fluxo da Rede de Atenção Psicossocial

Equipe de Saúde Mental e Prefeita planejam nova proposta de estruturação de fluxo da RAPS Cristal para 2020

COMPARTILHAR NOTÍCIA

Foram apresentados pela equipe de Saúde Mental do município à Prefeita Enfermeira Fábia Richter, na tarde de ontem (17) os fluxogramas de uma nova proposta de implantação da Rede de Atendimento Psicossocial e como pretende-se que ela seja integrada. A equipe fez um estudo sobre o funcionamento atual e sugere mudanças de acesso do usuário para atendimento em saúde mental.

Estiveram presentes na reunião, a coordenadora da RAPS - Rede de Atenção Psicossocial Letícia Costa Alves, a coordenadora do CIM - Centro de Inclusão Municipal e psicóloga Larissa Braga, a psicóloga Solange Rosa de Oliveira, o psicólogo Nícolas Zenker, a Prefeita Enfermeira Fábia Richter, o Secretário de Saúde Alexandre Goldbeck, as coordenadoras da ESF - Estratégia de Saúde da Família Cláudia Meirelles e Cristiane Gama.

Tal estrutura pretende dar conta de atender a complexidade do sofrimento psíquico, de adultos, crianças e adolescentes, e do uso, abuso e dependência de substâncias psicoativas, de forma integral e humanizada, oferecendo aos usuários uma gama de profissionais, especialidades e meios para tratamento e reabilitação.

 

Saúde Mental

Mudanças e experiências inovadoras são necessárias para que a rede de atenção psicossocial seja reabilitadora. A proposta da equipe é oferecer ao usuário uma rede de atendimento com fluxo estruturado, que ele saiba como entrar e que entenda o funcionamento de maneira clara. O resultado aponta para a transversalidade da rede, utilizando diferentes dispositivos para um efetivo cuidado libertador. O planejamento para 2020 é amplo, técnico e não é psicocentrado, ou seja, não trata-se apenas do atendimento clínico com psicólogos e psiquiatras, mas permeia em ações transetoriais.

Outras Notícias