Conteúdo Menu conteúdo do menu
conteúdo principal
22/01/2020

Sec. de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente

Investimento na Pecuária Familiar em Cristal

Através da Instalação de sistema de pastoreio rotativo serão investidos R$ 57 mil reais na Pecuária Familiar no município

COMPARTILHAR NOTÍCIA

A Emater-RS/Ascar, em parceria com o Grupo CPFL e a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS (SEMA-RS), está desenvolvendo o projeto "Manejo Conservacionista em Campo Nativo por Meio de Pastoreio Rotativo em Estabelecimentos da Pecuária Familiar do Rio Grande do Sul".

O projeto tem por objetivo contribuir para a promoção do manejo conservacionista do campo nativo no bioma Pampa, através da implantação e acompanhamento de 70 unidades de pastoreio rotativo em propriedades de pecuária familiar de 13 municípios do RS. Quatro destas propriedades foram escolhidas como Unidades de Referência (UR), na quais, além da estrutura para divisão da áreas destinadas à pecuária, ainda estão sendo instalados Centros de Manejo, que permitirão o acompanhamento do ganho de peso dos animais. Em todas as propriedade estão sendo monitorados indicadores de produtividade e sustentabilidade, no intuito de verificar recuperação áreas de campo nativo, além dos ganhos socioeconômicos das famílias beneficiadas com o projeto.     

No município de Cristal foram selecionadas seis propriedades rurais, tendo como os base critérios previstos para o enquadramento como "Pecuaristas Familiares" e em acordo com a empresa financiadora e a SEMA-RS. Cristal também foi contemplado com uma das quatro Unidades de Referência. Em cada propriedade os técnicos da Emater/RS-Ascar, em conjunto com as famílias beneficiadas, elaboraram as propostas técnicas de subdivisão das áreas e o levantamentos das estruturas necessárias para a instalação dos sistemas de pastoreio rotativo e do Centro de Manejo. Os itens necessários para cada projeto técnico já estão sendo entregues e serão doados pela empresa CPFL. Os produtores, em contrapartida, têm a responsabilidade de realizar a instalação das estruturas, aceitar o acompanhamento técnico pelas instituições envolvidas e o compartilhamento dos resultados, durante os três anos de duração do projeto.

Os recursos para desenvolvimento dos projetos provem do Subcrédito social do BNDES (Linha ISE), que é uma linha de crédito incentivada que tem como principal finalidade a promoção do desenvolvimento social e ambiental em todo o território nacional, especialmente em áreas de influência dos projetos econômicos financiados pelo BNDES.

Outras Notícias