Conteúdo Menu conteúdo do menu
conteúdo principal
05/06/2020

Sec. de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente

Lixo – a reciclagem e nosso compromisso no ciclo dos resíduos

Você faz corretamente a separação dos resíduos da tua residência ou comércio?

COMPARTILHAR NOTÍCIA

Hoje (5) é o Dia Mundial do Meio Ambiente e precisamos discutir o que é o lixo, como tratamos, como descartamos e qual a nossa relação com os resíduos que produzimos. Aquilo que não utilizamos mais precisa ser descartado, mas como é feito?

A Comunicação fez uma visita à Cooperativa de Reciclagem de Cristal, para coletar informações, ver as condições do espaço e conhecer de perto como é feita a reciclagem no nosso município.

Os resultados da reciclagem atualmente, são expressivos tanto no campo ambiental como econômico e social, pode ser fator de geração de renda e está incluída num movimento mundial denominado Economia Verde. Mas para que isso aconteça é necessário conscientização de toda a sociedade para aperfeiçoar o sistema, e garantir aos recicladores  as melhores condições de trabalho. Seus desafios são grandes e diários, a demanda é grande e ainda estamos caminhando para o aperfeiçoamento na fonte de geração dos lixos – EM CASA.

O mais importante é que entendamos o que é o lixo que produzimos, classificá-los na origem possibilita que os trabalhadores da Cooperativa tenham sucesso em separá-los e vendê-los ao final do ciclo do trabalho. Mas nossos trabalhadores da reciclagem estão perdendo quando se deparam com sacos com resíduos sólidos misturados com rejeitos, ou com eletrônicos depositados junto dos resíduos recicláveis.

A coleta seletiva acontece no nosso município - Separe na origem os rejeitos dos recicláveis.

Para ter ideia da quantidade, só no Brasil são produzidas 240 mil toneladas {240000000 de quilogramas) de lixo por dia. É difícil imaginar essa quantidade, porque estamos acostumados a ver somente o lixo da nossa própria casa.

O destino final de todo esse resíduo sólido deve ser a RECICLAGEM. A partir da seleção do lixo ele pode gerar renda para diversas famílias! Mas para isso acontecer, essas famílias precisam do aporte de toda a comunidade, para separar adequadamente seus lixos.

 

DICAS

  • Coloque os recicláveis separados dos rejeitos.

Saiba ainda que, lixo orgânico são cascas, folhas e restos de comida, casca de ovo, erva mate, etc, enquanto os rejeitos são tudo que não se pode aproveitar, como papel higiênico, absorvente, fralda descartável, esponja, plastico de carne, isopor, trapos, cabo de panela, etc

Alguém vai precisar abrir o saco e coletar as garrafas de plástico, os metais e os papéis - deixe-os livres da matéria orgânica e dos rejeitos!

 

  • Os vidros, descarte-os de maneira segura, com aviso, bem embalados e separados. Se a quantidade for grande,  a SMDRMA agenda a coleta na residência, ou também você pode levar até a Cooperativa de Reciclagem, ela é próxima de todos nós - Estrada do Palanque (parte rural).

 

  • Os orgânicos, em saco separado junto dos rejeitos na impossibilidade de ficar numa composteira da residência.

 

  • Os eletrônicos podem ser descartados com a ajuda da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, entre em contato que será agendada a coleta na residência.

 

Somos todos responsáveis pelos nossos resíduos até o momento da coleta. Cada munícipe deve ficar atento se os cães revirarem as lixeiras, até que, no momentos que os coletadores passarem, este esteja intacto aguardando o seu destino adequado.

Você tem dúvidas do descarte de algum item? Fale com a Secretaria de Meio Ambiente - 3678-1035.

Outras Notícias