Conteúdo Menu conteúdo do menu
conteúdo principal
15/07/2020

Sec. de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente

Pequeno produtor diversifica renda com a cebola

Produção de hortaliça com renda significativa ao pequeno produtor

COMPARTILHAR NOTÍCIA

Os primeiros registros do cultivo, encontrados no Egito, indicam que há mais de 4 mil anos a cebola (Allium cepa L.) faz parte da alimentação do ser humano. Um longo tempo para uma hortaliça que faz chorar quem a descasca e é ardida para quem a mastiga crua. Mas o realce que dá ao sabor dos mais variados pratos, nos quais é utilizada como tempero ou ingrediente, explica a longevidade conquistada no paladar dos consumidores.  
Em território nacional, grupos empresariais são responsáveis por boa parcela da produção de cebola. Mas a cultura ainda é caracterizada pela típica exploração de pequenos produtores; que no passado em nossa região ainda cultivavam a batata inglesa, cana de açúcar, feijão preto, milho e outros.

A partir da década de 80 o cultivo do tabaco começa a ser inserido na região ocupando um grande percentual da produção, no entanto, pequenos produtores como o Sr. Claudiomiro Beier Kruger, morador da Colônia São Geraldo interior de Cristal, mantém além da Apícola Sabor Nativo que distribui mel na região, o cultivo da cebola, que nesta safra conta com 40 mil pés da hortaliça, mantendo viva esta cultura milenar e diversificando assim sua renda.

Outras Notícias